“Ainda não temos os 308 votos” diz Benito Gama sobre previdência

Apesar do esforço empenhado pelo Planalto nos últimos 30 dias, é generalizada na base de Michel Temer a sensação de que não estão garantidos os 308 votos mínimos necessários entre os 513 deputados federais para aprovação da reforma da Previdência Social proposta pelo presidente.

Vice-lider do governo no Congresso, o baiano Benito Gama (PTB) admitiu que “a guerra vai ser dura”, e que o Planalto ainda não tem segurança dentro da base.

Mas o deputado tem confiança de que Temer conseguirá o apoio necessário em sua base.

“Ainda não fechamos os 308 votos, mas estamos caminhando bem. Vamos conseguir aprovar em fevereiro. Ainda não temos tanta segurança assim hoje, mas acreditamos que vamos conseguir vencer essa guerra. O texto a ser votado será enxuto. Ganhando a votação em primeiro turno, a segunda passa com tranquilidade. Mas a guerra vai ser dura”.

A votação está confirmada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para dia 20 próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *