Após vandalismo, radares estáticos ganham cápsulas de segurança na Capital

Diferente do que tem circulado nas redes sociais, onde os usuários afirmam que os radares da Transalvador estão sendo instalados em lixeiras, para pegar os motoristas desprevenidos, a Superintendência de Trânsito de Salvador, informou que por conta dos atos de vandalismo contra os radares estáticos espalhados pela capital baiana a Prefeitura de Salvador teve que incluir uma proteção metálica nos equipamentos.

Os instrumentos de proteção começaram a ser instalados no domingo (1º), conforme explicou a Transalvador. Os dois ataques a radares na Avenida Octávio Mangabeira, entre quinta-feira (28) e sábado (30) foram os principais motivos da medida.

Um dos radares foi encontrado danificado no chão nas proximidades do Sesc, no bairro de Piatã. Em abril, vídeos divulgados nas redes sociais mostraram o momento em que radares móveis de trânsito instalados em diferentes vias de Salvador foram destruídos por homens me motos.

De acordo com dados da Transalvador, no ano passado foram gastos R$ 11 mil na manutenção destes equipamentos devido aos atos de vandalismo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *