Assembléia aprova mudanças na remuneração dos agentes penitenciários

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) aprovou nessa terça-feira (8) alterações na estrutura remuneratória dos agentes penitenciários e a determinação da carga horária de 40 horas semanais para os servidores que ingressaram a partir de agora no Estado para as carreiras de auditor fiscal e agente de tributos estaduais.

Durante a votação da primeira matéria, a bancada de oposição se absteve, após não ter acatada uma emenda apresentada. A bancada da minoria sugeriu incluir um reajuste de 10% a partir de 1º de abril a todos servidores do Estado.

“Em respeito aos agentes penitenciários, a gente não criou problema. Poderíamos ter pedido vista, mas em gesto de protesto pela situação dos demais servidores, a gente se absteve”, afirmou o deputado Luciano Ribeiro (DEM), líder da oposição na Casa.

Pelo projeto aprovado, os agentes penitenciários passam a receber, de forma retroativa a 1º de abril, salários de R$ 1.346,53 (classe I), R$ 1.353,17 (classe II) e R$ 1.370,51 (classe III).

A partir de 1º de novembro deste ano, os vencimentos passam, respectivamente, para R$ 1.400,39, R$ 1.407,30 e R$ 1.425,33.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *