Barroso autoriza quebra de sigilo bancário de Temer

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a quebra do sigilo bancário do presidente Michel Temer em desdobramento da investigação que apura irregularidades na elaboração da Medida Provisória 595, conhecida como a MP dos Portos. Essa foi a primeira vez que um presidente no exercício do mandato tem o sigilo bancário quebrado por ordem judicial.

A autorização do ministro foi datada do dia 27 de fevereiro. Segundo as investigações, decreto teria favorecido a empresa Rodrimar, tendo como contrapartida o pagamento de propina. O negócio teria sido intermediado pelo ex-assessor especial da Presidência Rodrigo Rocha Loures. Temer é investigado pela suspeita de ter agido para favorecer a Rodrimar no Porto de Santos por meio do texto da MP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *