Diante da sua torcida, Bahia vence o Vitória na Arena Fonte Nova

Foto: Marcelo Malaquias/EC Bahia
Diante da sua torcida, o Esquadrão de Aço bateu o Leão por 2 a 1 neste domingo (22), na Arena Fonte Nova, em Salvador. O colombiano Mendoza marcou o primeiro gol e Edigar Júnio anotou o segundo. O zagueiro Wallace descontou para o Vitória. O duelo foi válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Com os três pontos conquistados, o Bahia se afasta mais do fantasma do rebaixamento e agora, somando 38 pontos e subindo para a 12ª posição na tabela de classificação do certame nacional. Já o Vitória, terá de torcer por um empate entre Ponte Preta e Avaí, em Campinas, logo mais às 18h. O Leão é o 16° com 33, um a mais da zona da degola.
Na próxima rodada, a 31ª, o Esquadrão de Aço viaja até o Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense, no domingo (29), às 16h no relógio baiano, no estádio do Maracanã. No mesmo dia, mas começando uma hora mais tarde, o Leão recebe a visita do Atlético Goianiense, no Barradão, em Salvador.
O JOGO
O Bahia começou com sua marcação mais avançada e dominando mais a posse de bola, enquanto que o Vitória, com sua defesa mais recuada, esperava o erro do adversário para sair nos contra-ataques, como vem fazendo nos jogos fora de casa. Apesar de buscar mais o ataque, o Esquadrão de Aço não conseguia criar jogadas de gol mais agudas e não deu trabalho para o goleiro rubro-negro, Caíque.
Mas a melhor oportunidade foi do Vitória que aconteceu aos 33. David recebeu livre pelo lado esquerdo, imprimiu velocidade e invadiu a área. Mas o atacante finalizou na rede pelo lado de fora da meta do goleiro Jean. Aos 41, foi a vez do Bahia, Renê Júnior veio pelo meio e abriu na esquerda com o colombiano Mendoza. Ele bateu forte e Caíque fez a defesa desviando para escanteio. Com um primeiro tempo sem grandes emoções, com muitas faltas e quatro cartões amarelos distribuídos, sendo três para o Vitória, o árbitro Marcelo de Lima Henrique encerrou a etapa com dois minutos de acréscimos.
Segundo tempo
Logo no primeiro minuto do recomeço da partida, o colombiano Mendoza abriu o placar. Se o Vitória jogava o primeiro tempo em cima do erro do adversário, o Bahia foi o presenteado no segundo. A jogada começou pelo lado direito com um lançamento para Zé Rafael. Ele tentou o toque, mas Wallace Reis cortou mal e a bola sobrou para o camisa 17, que bateu no contrapé do goleiro Caíque e abriu o placar.
Vencendo o jogo, o Bahia recuou e o Vitória passou a tomar conta da partida partindo para cima. Aos 15 minutos, o Vitória carimbou a trave do Bahia. Em jogada pela esquerda, Neilton tocou para David na entrada da grande área. O atacante cortou para o meio e chutou para o gol. A bola bateu na trave e saiu pela linha de fundo. No minuto 25, Santiago Tréllez recebeu lançamento, invadiu a grande área ganhando da marcação e tocou na saída de Jean. Mas a bola caprichosamente saiu pela linha de fundo.
De vilão à herói, o zagueiro Wallace igualou a partida aos 37. Em cobrança de escanteio, a defesa do Esquadrão falhou e no bate e rebate perto da pequena área, a bola sobrou para o defensor rubro-negro, que se redimiu do erro, fazendo o gol e empatando o jogo em 1 a 1.
Aos 42 minutos, Régis fez boa jogada em diagonal e tocou para Edigar Junio na costas da zaga rubro-negra. Ele bateu e Caíque desviou para escanteio. Na cobrança, o próprio Edigar Junio aproveitou a sobra da bola e recolocou o Bahia na frente, fazendo 2 a 1, aos 43.

FICHA TÉCNICA
Bahia 2×1 Vitória

Campeonato Brasileiro – 30ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador

Data: 21/10/2017

Horário: 16h (Horário da Bahia)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Michael Correia e Silbert Faria Sisquim (ambos do RJ)

Assistentes adicionais: Leonardo Garcia Cavaleiro e Carlos Eduardo Nunes Braga (ambos do RJ)

Cartões amarelos: Mendoza, Edigar Junio (Bahia) / Neílton, Ramon, Fred (Vitória)
Gols: Mendoza e Edigar Junio (Bahia) / Wallace (Vitória)

 
Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Edson, Renê Júnior, Allione (Thiago Martins) e Zé Rafael (Matheus Salles); Mendoza (Régis) e Edigar Junio. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani.
Vitória: Caíque; Caíque Sá, Fred, Wallace e Juninho; Ramon, Uillian Correia (André Lima), Yago (Danilinho) e Neilton (Cleiton Xavier); David e Santiago Tréllez. Técnico: Vagner Mancini.
Fonte: BahiaNotícias




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *