Empresário é condenado a pagar danos morais a Paulo Souto

O empresário baiano João Cavalcanti, que ganhou fama como magnata da mineração, foi condenado a pagar R$ 295 mil em danos morais ao ex-governador Paulo Souto (DEM). Secretário da Fazenda de Salvador, Souto moveu ação na Justiça contra Cavalcanti, com base em uma entrevista concedida por ele à Tudo FM em 28 de outubro de 2011. Na ocasião, o empresário chamou o ex-governador de “bom filho da puta”. Na sentença, o juiz Paulo Albiani Alves, da 10ª Vara Cível e Comercial de Salvador, disse que a declaração contra Souto “infligiu chancela de desmoralização quanto a sua condição de filho e referiu-se à genitora deste como uma mulher desqualificada, profissional do sexo, que obtém lucro através de serviços sexuais”.

Coluna Satélite/Correio*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *