Empresas de telecomunicação gastam 5% do que arrecadam

Um levantamento feito pelo jornal Folha de S.Paulo, revelou que os fundos setoriais das telecomunicações arrecadaram mais de R$ 4,1 bilhões no ano passado e empregaram apenas cerca de R$ 100 milhões aos serviços com que operam.

Com a maioria do recurso contingenciada pelo governo federal, o Fistel, a nível de exemplo, pagou 2,56% dos R$ 3 bilhões arrecadados. O órgão foi criado para financiar e desenvolver novas formas de fiscalização do setor.

Em nota, o SindiTeleBrasil afirmou que o dinheiro poderia estar sendo empregado para melhorar a qualidade do serviço. “Os recursos poderiam ser usados em benefício dos usuários e na inclusão de mais brasileiros”, afirmou. Como o Congresso Nacional aprova a desvinculação de receitas de estatais, o repasse não é obrigatório.

Um projeto de lei do senador Otto Alencar (PSD-BA) prevê mudanças no contingenciamento do Fust e do Funttel. O Ministério do Planejamento informou que o corte de gastos foi feito para cumprir a meta fiscal do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *