Estudantes de Lauro de Freitas e das outras cidades da RMS têm acesso parcial à integração entre metrô e ônibus que começou no domingo, diz Metropasse




A integração entre ônibus metropolitanos, metrô e ônibus urbanos, que começou valer no dia 1º de outubro, atende parcialmente os estudantes das dez cidades que estão na região metropolitana de Salvador e que precisam se deslocar diariamente para a capital baiana.
Além de Salvador, a região metropolitana é composta pelos seguintes municípios, que têm transporte via terrestre para a capital: Lauro de Freitas, Camaçari, Simões Filho, Candeias, Pojuca, São Francisco do Conde, Madre de Deus, São Sebastião do Passé, Dias D’Ávila e Mata de São João. Os valores integrais das passagens dessas cidades para Salvador variam, a depender da distância, entre R$ 3,6 e R$7,2.
Em entrevista ao G1, Luiz Alberto Costa, que é consultor da Associação Baiana de Transportes Metropolitanos (Metropasse), explicou que os estudantes podem sair das suas cidades usando um ônibus metropolitano e depois embarcar no metrô pagando apenas uma passagem, no coletivo. Entretanto, caso eles precisem pegar mais um ônibus urbano na capital, vai ser cobrado na terceira viagem.
A situação desses estudantes se difere dos demais moradores dos municípios metropolitanos, que podem pegar um ônibus nas suas cidades, embarcar no metrô e depois ainda pegar um ônibus urbano pagando apenas uma viagem.
Costa conta que a diferença entre os ambos os públicos, que é determinada em lei, tem a ver com o fato de os estudantes terem direito à meia-passagem, enquanto os demais moradores pagam o valor de inteira. “Isso é uma questão de legislação. Os estudantes, por exemplo, também não podem usar os cartões [de viagem] nos domingos e feriados. Isso sempre foi assim”.
A situação gera reclamação dos estudantes. Entretanto, o Luiz Costa acredita que a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) e as demais empresas envolvidas no transporte público em Salvador e na região metropolitana devem chegar a um entendimento que garanta o benefício de transporte com ônibus metropolitano, metrô e ônibus urbano com o pagamento de apenas uma passagem.
O G1 entrou em contato a Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob), que disse que não comenta questões relacionadas ao transporte metropolitano. Entretanto, o órgão disse à TV Bahia, em reportagem veiculada na edição do Jornal da Manhã desta quarta-feira, que a legislação da capital só prevê o benefício da integração completa para estudantes de Salvador.
O G1 tentou contato com a Agerba, na manhã desta quarta-feira, mas não recebeu retorno sobre a situação até a publicação desta reportagem.
A Semob irá realizar uma reunião, na tarde desta quarta-feira, às 16h, com representantes de órgãos e empresas que atuam na área de transporte, para discutir, dentre outros assuntos, a operacionalização da integração. Entretanto, o órgão não disse que se a questão que envolve os estudantes da região metropolitana será debatida.
Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *