Geddel é impedido de saber a fonte que denunciou ʹbunkerʹ com R$ 51 mi

Edson Fachin,  ministro do Supremo Tribunal Federal negou o pedido da defesa do ex-ministro Geddel Vieira Lima  para ter acesso ao número telefônico da denúncia anônima que levou a polícia ao “bunker” com R$ 51 milhões, localizado num apartamento no bairro da Graça.

No mesmo despacho,  publicado nesta sexta-feira, o magistrado permitiu que familiares do peemedebista o visitem na prisão. Geddel está preso desde setembro no Complexo Penitenciário da Papuda.

No início do mês passado, o ex-ministro solicitou informações sobre a identidade da pessoa que fez a denúncia envolvendo a quantia em dinheiro. De acordo com Fachin, como o pedido da defesa de Geddel para acessar as informações foi feito na fase de inquérito, caberia à Polícia Federal fornecer os dados.

O ministro do STF ressaltou no despacho que os advogados do peemedebista vão poder apresentar o novo pedido de acesso aos dados caso Geddel venha a se tornar réu no tribunal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *