Impressões Digitais de Gustavo Ferraz são encontradas no dinheiro apreendido no bunker de Geddel. Coordenador foi preso.

                            
O coordenador-geral da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Ferraz, foi preso pela Polícia Federal, na quarta fase da operação Cui Bono, de acordo com a jornalista Camila Bomfim. 
Gustavo Ferraz, é um assessor e aliado de Geddel na Bahia. Ele é suspeito de auxiliar o político baiano na destinação e acomodação das malas de dinheiro. Ferraz, do PMDB, é diretor-geral da Defesa Civil da Prefeitura de Salvador. Ele foi nomeado para o cargo em janeiro deste ano pelo prefeito ACM Neto (DEM), logo após perder as eleições municipais aqui em Lauro de Freitas, contra a Chapa composta pela prefeita Moema Gramacho e a deputada Mirela Macedo. Gustavo, foi candidato a vice prefeito na chapa de Matheus Reis (PSDB) .
Segundo informações da PF, impressões digitais de Ferraz também foram encontradas nas caixas e malas de dinheiro apreendidas em apartamento ligado a Geddel, no bairro da Graça.

A assessoria da prefeitura de Salvador não se manifestou sobre a prisão do diretor da Defesa Civil.

São cumpridos, em Salvador-BA, dois mandados de prisão preventiva e três de busca e apreensão em mais uma fase da Operação Cui bono?. A autorização para as medidas cautelares foi dada pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara, em Brasília.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *