Mais um feminicídio em Lauro de Freitas




Por volta das 11h30 de sábado, moradores do condomínio começaram a ouvir os gritos de socorro da vítima e arrombaram o cadeado do apartamento para socorrê-la. “Ela era deficiente física, tinha um problema na perna. Não dava para se defender perto dele. Ela sempre foi muito família, não merecia essa injustiça”, afirma uma parente de Vanucia, que foi na manhã deste domingo (25) ao Instituto Médico Legal Nina Rodrigues para a liberação do corpo.
Ainda de acordo com informações da família da vítima, Vanucia estava separada há duas semanas de Cosme, após ele pedir para terminarem. “Ela (Vanucia) me mandou um áudio pelo Whatsapp contando que ele disse que iria seguir a vida dele e que queria sair da igreja e ainda pediu para ela arrumar as coisas dele. Ela arrumou tudo, separou escova de dentes, sabonete e deixou a sacola dele com tudo no lugar. Só pediu a ele que tivesse certeza com relação à decisão que estava tomando. Era uma esposa muito zelosa, prestativa, que ajudava todo mundo”, contou.
O casal se conheceu em uma igreja evangélica. Após a separação, Cosme havia voltado a beber e também tinha deixado de frequentar os cultos. “Ele procurou ela e pediu ajuda. Eles nunca haviam brigado antes. Ela então decidiu dar uma nova chance. Quando ele pediu para dormir na casa dela (de sexta para sábado), ela deixou, e aconteceu esta tragédia. Ninguém nunca ia imaginar que isso ia acontecer. Ele era também evangélico”. 
A parente acrescentou que Cosme costumava beber, mas nunca havia agredido ou discutido com Vanucia. “Nunca brigaram. Ele ficava bêbado e ia dormir. Até a família dele está revoltada porque ele fez isso”, disse ela, emocionada. Vanucia deixa um filho de 28 anos de outro relacionamento e dois netos. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. Vanucia será sepultada amanhã (26), no município de Gandu, cidade onde nasceu. 
Fonte: Correio/BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *