Médicos neonatologistas anunciam paralisação maternidades públicas

Os médicos neonatologistas, especializados no tratamento de recém-nascidos, anunciaram que a partir desta quinta-feira (17) farão uma paralisação no atendimento nas maternidades Albert Sabin, Tsylla Balbino, Hospital Geral Roberto Santos e Iperba, todas localizadas em Salvador.

Conforme o Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed), a  decisão foi tomada pela categoria após várias tentativas sem sucesso de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) que passou a atrasar os salários dos neonatologistas desde a mudança contratual exigida pelo Tribunal de Contas do Estado.

Entre outras demandas, a categoria pede que a contração passe a ser por CLT ou então aumentasse a carga horária dos servidores, abrangendo o período que eles trabalham como PJ ou indenizatória.

Por meio de nota, a Sesab lamentou a decisão dos neonatologistas, pois alega que ainda estava em fase de negociação com os trabalhadores e que está em elaboração de novo modelo de relação contratual com esses profissionais, para substituir os contratos PJ ou pagamento por indenizatória.

A paralisação não suspende totalmente o atendimento nas maternidades atingidas pela paralisação, uma vez que que a maior parte do efetivo de neonatologistas presta serviço por meio de PJ.

Durante a paralisação, que não tem prazo para acabar, o sindicato recomenda que a população busque atendimento nas demais maternidades públicas, como a José Maria Magalhães, Climério e do Caribé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *