Ministério Público pede reintegração de servidores do Samu em Lauro de Freitas

A promotora do Ministério Público da Bahia, Ana Paula Motta, ingressou com uma representação contra o prefeito de Lauro de Freitas, Márcio Paiva, para solicitar o reingresso dos 16 servidores afastados do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência da cidade.
Segundo a jurista, na lista dos servidores afastados constam sete médicos que integravam a equipe do Samu, todos vinculados à prefeitura via contrato de trabalho, por prazo determinado e vencimento previsto para dezembro deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *