Moema divulga nota ao senador Otto Alencar

MENSAGEM DA PREFEITA MOEMA GRAMACHO AO SENADOR OTTO ALENCAR, PRESIDENTE DO PSD

Caro Senador Otto

Sei que o Senhor está defendendo a Deputada do seu Partido porque, apesar de ter tentado, não conseguiu que ela se retratasse. Mas conhecendo-o como penso que o conheço, politico experiente e com perfil conciliador, com certeza não concordou que a Deputada Mirela tivesse entrado diretamente na rede social do Governador pra criticá-lo, como ela o fez, sem antes ter a certeza do porquê não ter sido convidada para vinda dele em Lauro de Freitas.

Da mesma forma, sei que o Senhor não compactua com mentiras e a Deputada mentiu quando jogou a culpa por não ter sido convidada em mim, mesmo depois que ela conversou com a Secretária Cibele, e ter ouvido que nem a SERIN, nem eu ficamos responsáveis por fazer qualquer convite. Mas a Deputada, sem sequer ligar para mim ou ir ao meu encontro na Posse da nossa Secretária de Educação do Município, para a qual ela foi convidada (convite protocolado na Assembleia Legislativa, como muitos outros convites que recebeu da gestão), no mesmo dia e horário, preferiu me agredir na mídia.

Também acho que o Senhor não concorda que a Deputada tenha usado a tribuna da Assembleia para dizer que eu teria usurpado uma emenda de ambulância de autoria dela. Isto não é ofensa, Senador?

Tenho certeza que o Senhor acha que a Deputada deveria ter conversado comigo primeiro, antes de ir para a imprensa. Como tenho certeza que o Senhor sabe que nestes dez dias que não me pronunciei de público, mantive permanente contato com o Senhor e com a SERIN para evitar que eu precisasse ir aos mesmos meios que a Deputada usou para esclarecer a verdade dos fatos.

“Se retratar” não significa “humilhação”, no meu ponto de vista. Significa “humildade” para reconhecer que pisou na bola.

O Senhor recebeu da minha parte todas as informações do que a Deputada falou na Assembleia, nas redes sociais e no programa de rádio de Mário Kertèsz, e ela admitiu ser candidata, sim! Além de ter dito que não haveria mais coligação na eleição para Prefeitura. O Senhor acha justo confundir o eleitor?

Para finalizar, o Senhor acha correto que fazendo parte de um Governo, tente macular a imagem do mesmo e se coloque como alternativa a ele, ainda na metade do mandato? O Senhor faria isso?

Não Senador, o Senhor sabe fazer política e é leal.

E é por essa sua lealdade que compreendo sua defesa à Deputada. Entre mim e ela, mesmo o Senhor sabendo que tenho razão, é claro, que pesaria para ela, é do seu Partido.

Mesmo assim, agradeço sua atenção e tentativa de conciliação durante todos esses dez dias em que, como o Senhor mesmo disse, infelizmente “não conseguiu com a Deputada”.

E foi só a partir dessa sua informação de que ela não iria se retratar, que resolvi responder às agressões que ela me fez.

MOEMA GRAMACHO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *