MP-BA pede anulação de júri que inocentou Kátia Vargas

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) pediu à Justiça que anule o júri popular que inocentou a médica Kátia Vargas, acusada pelo MP de homicídio triplamente qualificado contra os irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes, em 2013, em Ondina.

Segundo o promotor de Justiça Luciano Assis, “houve nulidade absoluta em razão de violação de preceitos legais, e portanto, manifesto prejuízo” do julgamento. Ele afirma que a decisão dos jurados, pela negativa de autoria, foi “manifestamente contrária à prova dos autos”.

Após dois dias de julgamento, a médica oftalmologista foi absolvida por 4 votos a 3.

Fonte: Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *