“Não dá pra colocar um policial ao lado de cada pessoa” afirma coronel sobre uso de celular no circuito

O celular é um dos principais alvos dos criminosos durante o Carnaval e, em entrevista o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão, comentou a ação de quadrilhas especializadas no roubo dos aparelhos em Salvador.

“São grupos que vêm de outras cidades. Ano passado, a gente encontrou uma menina com 20 celulares na saída, no portal de abordagem. Ela fazia parte de uma quadrilha. Os outros roubavam e passavam para ela”, disse, ao ressaltar a necessidade dos portais de abordagem nos circuitos. 

O coronel sugeriu ainda que os foliões evitem exibir seus aparelhos na folia. “Não tem como colocar um policial ao lado de cada pessoa que tem um celular caro”, declarou. “Hoje, o celular, devido a essa questão de querer mandar a foto na hora, a pessoa saca um iPhone, um iPad, coloca R$ 2 mil… Imagine, em uma massa dessa? Está pedindo para ser assaltado”, acrescentou. 

“A pessoa tem que entender isso, não é possível levar um aparelho caro, que você está parcelando, para tirar foto no meio da massa, com Bell [Marques]. Imagine”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *