Ônibus de Lauro de Freitas que circulam via orla ameaçam não parar em estação de metrô

Os ônibus metropolitanos ameaçam não fazer a integração com o metrô de Salvador a partir desta quarta-feira (25). A informação é do coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários da Região Metropolitana de Salvador (Sindimetro), Mário Cleber Costa. A decisão, segundo Cleber, ocorreu depois que a Agerba, agência do governo estadual que regula os transportes na Bahia, anunciou o corte de 50 veículos. “Eles disseram que vão cortar 50 ônibus e 200 funcionários ficarão desempregados”, afirmou Costa.
Ainda segundo ele, o governo do estado está descumprindo um acordo feito com o Ministério Público do Estado (MP-BA), na semana passada.
“O secretário garantiu que não ia ter demissão e, agora, fazem isso”, disse ele – 178 funcionários já teriam sido demitidos.
Os ônibus das linhas BTM, Costa Verde e Dois de Julho farão o antigo trajeto. O passageiro que sair de Lauro de Freitas, em direção à Lapa, em Salvador, vai fazer o trajeto de antes da integração com o metrô. Os motoristas não vão entrar nas estações. O CORREIO procurou a Agerba, mas a assessoria do órgão não se pronunciou até a publicação da reportagem.
A promotora Rita Tourinho, que acompanha os desdobramentos e negociações sobre a integração, informou que a Agerba não descumpriu o acordo, pois os únicos ônibus que não poderiam ser cortados são os que vão pela Orla.
Fonte: Correio da Bahia




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *