Operação Prato Feito desarticula grupos acusados de desviar verbas

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quarta-feira (9), a operação “Prato Feito”. A ação, desenvolvida em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU), investiga cinco grupos acusados de desviar verbas da União que seriam destinadas a merenda escolar em municípios da Bahia, São Paulo, Paraná e Distrito Federal.

Segundo informações do G1, a operação aponta indícios de envolvimento de 13 prefeitos e um ex-prefeito no esquema. A investigação detectou 65 contratos suspeitos que ultrapassam R$ 1,6 bilhão.

Nos três estados e DF, são cumpridos 154 mandados de busca e apreensão, além de afastamentos preventivos de agentes públicos e decisões de suspensão de contratação com o poder público referente a 29 empresas e seus sócios.

A pedido da PF, todas as medidas foram expedidas pela 1ª Vara Criminal Federal de São Paulo e pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

De acordo com a publicação, a investigação começou após comunicação do Tribunal de Contas da União, que identificou desvios em licitações relacionadas à merenda. Diversas empresas que já foram investigadas pelo Ministério Público são citadas, a chamada “Máfia da Merenda”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *