Para Mourão, decreto sobre armas é cumprimento de promessa eleitoral e não medida de combate à violência

Nesta segunda-feira (21), o presidente em exercício Hamilton Mourão, disse que entende o decreto que facilita a posse de armas no Brasil, não como uma forma de combate à violência, mas um cumprimento à uma promessa eleitoral.

Na entrevista que concedeu à Rádio Gaúcha, ainda comentou que acredita que não existe uma possibilidade “concreta” e “real” de que o Congresso Nacional facilite também no porte da arma de fogo.

Mourão assumiu interinamente como presidente, devido à viagem realizada pelo presidente Jair Bolsonaro a Davos, na Suíça.

Fonte: Metro1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *