Prefeito Elinaldo de Camaçari busca apoio do Governador Rui Costa para impedir fechamento do Shopping Busca Vida

O prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo (DEM), foi recebido pelo governador Rui Costa (PT) para tratar de uma possível solução que impeça o fechamento do Shopping Busca Vida, que fica em Vila de Abrantes.

O prefeito já havia recebido em seu gabinete, em duas ocasiões, uma comissão de lojistas e representantes da comunidade pedindo apoio da prefeitura para impedir que o estabelecimento fosse fechado e assim postos de trabalho fossem extintos.

“Além do prejuízo aos lojistas que investiram e acreditaram em seus negócios, temos no shopping a oportunidade de gerar muitas oportunidades de emprego para a população que está fora do mercado de trabalho”, destacou. A expectativa com a inauguração do centro comercial era gerar aproximadamente mil empregos.

De acordo com o procurador geral de Camaçari, Bruno Nova, que também participou da reunião, o governador demonstrou interesse em resolver a situação e combinou de reunir a sua equipe técnica ainda esta semana para buscar uma solução.  “Ele pareceu preocupado com a situação e vai buscar, no âmbito do estado, meios que possibilitem o avanço do empreendimento”, disse.

Participaram também da reunião o vice-governador João Leão (PP), o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Waldy Freitas, o vereador de Camaçari, Zé do Pão, o diretor da LRL Engenharia – empresa investidora do Shopping Busca Vida – Gustavo Melo Bastos, além de representantes dos lojistas e o secretário estadual da Educação, Jerônimo Rodrigues.

Localizado na Estrada do Coco, em Vila de Abrantes, na Costa de Camaçari, o Shopping Busca Vida foi inaugurado em 2016 e desde então vem enfrentando diversos problemas, dentre eles fechamento de lojas, baixo fluxo de clientes, inexistência de um setor administrativo do prédio e a realização de um leilão promovido pela Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia). Atualmente, o empreendimento conta com cinco estabelecimentos em funcionamento – duas âncoras e três lojas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *