Projeto de Lei quer proibir uso de canudos convencionais em Salvador

Um projeto de lei do vereador José Trindade (PSL) quer proibir que restaurantes, bares, lanchonetes e estabelecimentos similares forneçam canudos para os clientes. Segundo a proposta do legislador, o canudo só poderá ser dado aos clientes, se for exclusivamente de papel biodegradável ou outro material totalmente reciclável ou reutilizável.

“A produção e o consumo dos canudos de plástico são ambientalmente nocivos, pois, geralmente, são feitos de polipropileno e poliestireno, materiais resistentes aos fungos e às bactérias e que, portanto, não são biodegradáveis e tendem a continuar poluindo o meio ambiente, em especial os ecossistemas marinhos, por um longo período. Além disso, a produção de tais materiais plásticos colabora para o agravamento do aquecimento global, pela emissão de gás carbônico na atmosfera”, justificou.

Pelo projeto, o vendedor que descumprir terá que pagar multa de R$ 3 mil. Em caso de reincidência, o valor pode chegar até R$ 6 mil, por transgressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *