Rei da Nigéria visita a Bahia

Considerado o maior representante dos yorubás no mundo, o rei de Ifé, Adeyeye Enitan Babatunde Ogunwusi Ojaja II, descendente direto de Odùdúwà, veio a Salvador para estreitar laços com religiosos de matrizes africanas.

O rei tem um relevante papel cultural e espiritual pelo fato de ser o detentor legítimo do poder da coroa de Odùdúwà. E chegou primeiro à Bahia para declarar o estado como capital yorubá das Américas, além da visita aos irmãos da Guiné-Bissau.

A solenidade deste domingo aconteceu no Teatro Gregório de Matos, na Barroquinha, onde o rei presenteou o governo do estado, que esteve representado pela secretária de Cultura, Arany Santana,integrantes da Saltur, representando o prefeito de Salvador, o Ministro Conselheiro de Guiné-Bissau Rui Barai e o Cônsul e Conselheiro Especial de Negócios Estrangeiros da Guiné-Bissau Adailton Maturino dos Santos, que recebeu um presente especial de Ọ́ọ̀ni Adéyeye Ènìtán. O rei deu um quadro ao Cônsul, que representa o poder e o combate a inveja e ao olho gordo.

 

 

 

 

 

 

 

 

O monarca ainda se fará presente nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte para fortalecer o intercâmbio intelectual e cultural entre os yorubás e afrodescendentes no Brasil com propósito de utilizar o patrimônio cultural comum em prol de uma parceria econômica que beneficiará ambos os países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *