“Se querem tirar o PT de cena, tem que tirar na urna” diz Wagner a respeito do julgamento

O ex-governador da Bahia e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, reiterou que o PT terá que adotar um “plano de emergência”, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja proibido de disputar a eleição neste ano.

“Espero não ser o plano E. O meu é L de Lula”, disse Wagner, em entrevista ao jornal Valor Econômico. O petista já tinha dito que não tem “tesão” de disputar o pleito.

“Se querem tirar o PT de cena, Lula, tem que tirar na urna, não na mão grande, no tapetão. Não é que a gente só tenha Lula, não se resume a Lula, mas é a expressão maior”, ressaltou.

O ex-governador salientou ainda que o PT “em qualquer hipótese estará no segundo turno das eleições de 2018″

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *