SURF – Como Estilo de Vida & Inclusão Social

Nos últimos anos, o Surf no Brasil vem se destacando e se popularizando cada vez mais, passando a ser praticado por milhares de crianças, jovens e adultos, influenciados pelos incríveis resultados alcançados pela nova geração de surfistas brasileiros – “Brasilian Storm” –  nos campeonatos mundiais  e, principalmente, motivados pelos benefícios a saúde e a qualidade de vida que o esporte propicia.

E nessa minha longa caminhada como curiosa, admiradora e praticante de algumas modalidades esportivas, há dois anos me deparei com o Surf. Inicialmente motivada pela beleza dos movimentos de seus praticantes e depois pelo desafio de me equilibrar, descer os diversos tamanhos de ondas e resistir debaixo d´água no final de cada trecho percorrido.

Desde então, me vi envolvida neste universo, descendo as primeiras ondas com o meu Stand Up Paddle, o qual foi substituído, temporariamente e estrategicamente na época, por uma prancha de longboard nas aulas de surf, com o objetivo de aprender a técnica do esporte e ter a base necessária para entrar e sair do mar sem passar grandes dificuldades diante os diversos tamanhos de ondulações.

Como resultado, a prática do surf, além de proporcionar benefícios físicos como o aumento na flexibilidade e na resistência, me fez perceber e conhecer outros aspectos que acabaram sendo absorvidos naturalmente. A concentração, a paciência e o espírito de irmandade, por exemplo, começaram a ser exercidos na prática dentro d´água e levado instintivamente para o convívio familiar e no trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *