AL-BA aprova por unanimidade dia dedicado à Irmã Dulce dos Pobres


Por unanimidade, a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aprovou o projeto de lei que institui o Dia da Santa Irmã Dulce dos Pobres, a ser comemorado todos os anos na data da sua canonização, que foi declarada pelo Vaticano para 13 de outubro. O texto é de autoria do deputado Marquinho Viana (PSB).

Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes nasceu em 26 de maio de 1914 em Salvador e, em homenagem à sua genitora adotou o nome Irmã Dulce, quando tornou-se freira da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em 1933, no estado de Sergipe.

Aos 13 anos manifestou sua vocação para a vida cristã de solidariedade e amor aos pobres e doentes. Com esta idade atendia em sua portão de casa, intitulado  A Portaria de São Francisco. 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram