MPF pede que indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada seja vetada

A indicação polêmica de Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), à embaixada brasileira nos Estados Unidos pode ser vetada por meio de uma liminar do Ministério Público Federal (MPF).

O órgão argumenta que o governo deve respeitar os critérios, como de reconhecimento de mérito em atividades diplomáticas, serviços diplomáticos prestados ao país de forma expressiva, e o mínimo de 3 anos de experiência neste sentido.

O Ministério Público Federal espera que a Justiça impeça qualquer trâmite de nomeação de alguém que não siga estes pré-requisitos. O documento do MPF, todavia, não cita nepotismo na indicação.

Foi estabelecido o prazo de até 10 dias, pela juíza Federal Flávia de Macedo Nolasco, para que a União se manifeste antes de dar um parecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram