Wagner diz que comunidade científica precisa se atentar aos ataques de Bolsonaro

Diante dos ataques do presidente Jair Bolsonaro aos dados que apontam o crescimento do desmate da Amazônia, o senador Jaques Wagner (PT) cobrou reação da comunidade científica.

“É de extrema importância o debate sobre esses dados não só para discutir as ações de fiscalização do Ministério do Meio Ambiente e reagir às consequências da perda de autonomia científica na produção de estudos de monitoramento ambiental”, afirmou o petista.

Wagner é vice-presidente da Comissão do Meio Ambiente do Senado, e autor de um requerimento que convida Ricardo Galvão, ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, a apresentar detalhes sobre o desmatamento no país.

Dados do Inpe mostram que o desflorestamento na Amazônia foi 57% maior em junho deste ano em comparação com o ano passado. Bolsonaro, por sua vez, chamou os números de mentirosos e acusou Galvão de agir “a serviço de alguma ONG”. O então diretor foi exonerado do cargo no início do mês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram