Correios e mais 16 empresas integram lista de privatizações

A Casa da Moeda, os Correios, Eletrobras e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) estarão na lista de 17 estatais que o governo federal deve privatizar, de acordo com a coluna de Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo. A privatização de estatais precisa de aval do Congresso.

A lista completa já circula entre o empresariado brasileiro. Estão na lista Emgea, ABGF, Serpro, Dataprev, Ceagesp, Ceasaminas, CBTU, Trensurb, Codesa, Ceitec, Telebras, Lotex e Codesp, além das citadas acima.

Durante evento na terça (20), o ministro Paulo Guedes citou que 17 empresas serão privatizadas ainda este ano. Ele prometeu divulgar a lista oficialmente ainda hoje.

“Vamos acelerar as privatizações. Tem gente grande que acha que não vai ser privatizado e vai entrar na faca”, garantiu Guedes. A meta é de privatizar US$ 20 bilhões este ano.

Na semana passada, Guedes também já tinha falado do tema. “Vamos privatizar Correios, Eletrobras, e não duvido que vamos privatizar coisas maiores, viu, Castello?”, afirmou, falando com o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. “As privatizações vão se acelerar”, continuou o ministro. “Lá na frente, você, Castello Branco, pode fazer algo surpreendente”.

Correios
Um estudo será apresentado como justificativa para privatizar os Correios. O Ministério da Economia cita entre os motivos a corrupção, interferência política na gestão, ineficiência, frequência das greves e perda de mercado para empresas privadas nos serviços online. O “elevado índice de extravio” e demora para ressarcimentos nesse caso também será elencado.

Um rombo de R$ 11 bilhões no fundo de pensão dos funcionários também consta do estudo. O plano de saúde dos funcionários, o Postal Saúde, tem outro rombo de R$ 3,9 bilhões, apresenta o governo. Os Correios são descritos como uma “vaca indo para o brejo”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram