Procurador que recebeu R$50 mil em junho reclama de baixo salário “Nós vamos virar pedintes, quase?”

Um áudio divulgado pela Rádio Itatiaia, onde o procurador Leonardo Azeredo do Santos reclamou do “baixo salário” viralizou nas redes. O que chama a atenção é que seus rendimentos são de “apenas” R$ 24 mil. “Como é que o cara vai viver com R$ 24 mil?”, reclamou ele.

Santos pergunta se os salários vão aumentar em 2020, já que, para ele, R$ 24 mil por mês é pouco. “O que de fato nós vamos fazer para melhorar a nossa remuneração? Ou nós vamos ficar quietos?”, questiona.

O procurador-geral de Justiça de Minas, Antônio Sérgio Tonet, informou que se o Estado assinar o acordo de recuperação fiscal com o governo federal não deve haver reajuste para o MP-MG.

Ele continua, “Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou gastando R$ 8 mil. Pra poder viver com os R$ 24 mil. Eu e vários outros já estamos vivendo à base de comprimido, à base de antidepressivo. Estou falando assim com dois comprimidos de sertralina por dia, e ainda estou falando deste jeito. Se não tomasse, ia ser pior do que Ronaldinho. Vamos ficar desse jeito? Nós vamos baixar mais a crista? Nós vamos virar pedintes, quase?”, diz.

De acordo com o Portal da Transparência, Leonardo recebe um valor com descontos, de cerca de R$ 24 mil. No entanto, em junho, devido a uma indenização e a outras verbas acrescidas, Santos recebeu R$ 50.104,64 líquidos.

O MP informou que vem tomando todas as providências para reduzir gastos, especialmente com folha de pessoal, visando mantê-los dentro do limite legal de 2% da Receita Corrente Líquida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram