Bolsonaro não tem vínculo com assassinato de Marielle, diz Aras

Após reportagem veiculada no Jornal Nacional, que mostra relação entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco, o procurador-geral da República, Augusto Aras, disse que “não há nada” que vincule a notícia ao fato. Ao jornal Estado de S. Paulo, Aras comentou que o presidente é “vítima” de uma possível denunciação caluniosa, e vais solicitar que o Ministério Público Federal do Rio de Janeiro investigue as acusações ao presidente.

 “Nos elementos informativos que o procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro encaminhou ao Supremo que encaminhou à Procuradoria Geral da República, não há nada que vincule o presidente da República a qualquer evento. Não há nada. A minha assessoria ouviu todos os áudios (relativos ao condomínio de Bolsonaro) e não nenhuma participação do presidente ou de indício da voz do presidente”, disse Augusto Aras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram