Após sugestão de AI-5, Bolsonaro pede cautela nas declarações

Após a declaração de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendendo a deflagração de um novo AI-5 —ato que marcou o início do período mais duro da ditadura militar (1964-1985), o presidente Jair Bolsonaro quer que seus filhos e integrantes do grupo ligados ao escritor Olavo de Carvalho tenham mais cautela nas declarações.

O presidente, relativizou a declaração do filho, e disse que há má vontade e desonestidade por parte da imprensa nas declarações de seus filhos e aliados, afirmando que seu filho foi, mais uma vez,  “mal interpretado” no episódio.

“A gente lamenta essa notícia, mas meu filho está pronto para se desculpar tendo em vista ter sido mal interpretado”, disse Bolsonaro à Band sobre a declaração do deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
Facebook
YouTube
Instagram