PF: navio grego é responsável por manchas de óleo em praias do Nordeste

Um dos desdobramentos das investigações da Polícia Federal sobre a origem do vazamento de óleo que chegou ao litoral nordestino em setembro, apontou hoje (1º), que um navio grego é culpado do desastre ambiental.

A operação detectou uma mancha de petróleo cru extensa, a cerca de 700 quilômetros da costa brasileira, entre os dias 28 e 29 de julho, que identificou somente um petroleiro que navegou pela área suspeita na possível data do derramamento. “A embarcação, de bandeira grega, atracou na Venezuela em 15 de julho, permaneceu por três dias, e seguiu rumo a Singapura, pelo oceano Atlântico, vindo a aportar apenas na África do Sul. O derramamento investigado teria ocorrido nesse deslocamento”, afirma a PF.

A continuação da operação para encontrar os responsáveis do desastre estão sendo realizadas com mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, expedidos pela 14ª Vara Federal Criminal de Natal, em lotações que representantes da empresa Delta Tankers atuam.

Fonte: Acesse Política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram