Casos de doença sexualmente transmissível crescem 533% na Bahia

Os casos de sífilis, uma doença sexualmente transmissível, seguem uma crescente em todo país. Ainda que com as campanhas de conscientização, de 2008 a 2018 no Brasil, a alta foi de 400% em internamentos de pacientes que contraíram a doença. A Bahia teve uma média de 553%, o que revela uma média de 60 casos por mês no estado.

O levantamento realizado pela DataSus mostra que o estado do Rio de Janei lidera em registro de casos neste período, sendo 17,3 mil casos na rede pública, seguido São Paulo (15,9 mil), Pernambuco (11,5 mil), Rio Grande do Sul (8,6 mil) e Bahia (7,5 mil).

A sífilis é uma doença silenciosa e transmitida por uma bactéria, que passa por algumas fases. Os primeiros sinais da doença aparecem como pequenas feridas nos órgãos sexuais e caroços nas virilhas, mas não causam ardência ou dor e desaparecem com algumas semanas como se tivesse sido curada. A sífilis pode ficar dormente por anos e aparecer de maneira mais grave.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram