Candidato que espalhar “fake news” pode ser responsabilizado pelo TSE

O Tribunal Superior Eleitoral pretende acabar com a propagação de informações inverídicas e não verificadas durante a campanha eleitoral do ano que vem.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, foi adotado um mecanismo contra o compartilhamento de notícias falsas pela primeira vez em uma minuta de resolução do TSE.

O artigo 9 do documento sobre propaganda eleitoral prevê que o uso das informações aplicadas em campanhas ou disseminadas por candidatos, sejam antes checadas e tenham sua vericidade constatada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram