Convocação extraordinária de Rui a AL-BA, custará 3 Milhões aos cofres públicos

A Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) retorna aos trabalhos legislativos nesta segunda-feira (13) para discutir os projetos enviados junto a convocação extraordinária do governador Rui Costa (PT). 

No entanto, segundo o presidente da casa Nelson Leal (PP) não existe previsão para votação de propostas nesta tarde. “A convocação é específica e por isso só podemos votar o que está na pauta. O dia de hoje deve ser usado para discussão das matérias enviadas pelo governador”, disse. 

O Governo do Estado encaminhou seis projetos para a avaliação dos deputados estaduais durante o período de recesso parlamentar. Uma das matérias propõe alterações na legislação para acelerar promoções nas carreiras dos Policiais Militares e dos Bombeiros Militares da Bahia. Outro projeto autoriza o estado a vender o terreno do Colégio Estadual Odorico Tavares, em Salvador. As matérias devem correr em regime de urgência, sem passar pelas comissões que discutem os projetos na AL-BA. 

Por trabalhar durante as férias, os deputados estaduais vão receber até dois salários a mais em janeiro para atuar na convocação. Ao todo, a convocação deve custar R$ 3 milhões aos cofres públicos 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
Facebook
YouTube
Instagram