Bolsonaro proíbe aumento no preço da cerveja em ‘imposto do pecado’

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou esta semana que sua pasta estuda aumentar os tributos em produtos como cigarro, bebidas alcoólicas e alimentos açucarados. O “imposto do pecado” foi negado nesta sexta-feira (24) pelo presidente Jair Bolsonaro. “Aumentar cerveja, não. Está descartado”.

Bolsonaro alegou que não deve haver nenhum tipo de majoração de cara tributária, mas a possibilidade para que isso aconteça é zero.

“Paulo Guedes, desculpa aqui, você é meu ministro, te sigo 99%, mas aumento de imposto para cerveja não”, afirmou, destacando que “não tem como aumentar carga tributária no Brasil”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram