Rui diz que PEC da Previdência baiana é a que causa ‘menor impacto’ a servidores

O governador Rui Costa (PT) voltou a defender a necessidade de aprovação da reforma da Previdência do funcionalismo baiano, cuja proposta enviada por ele à Assembleia Legislativa está travada por determinação do Tribunal de Justiça.

Em sua avaliação, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 159 traz mudanças mais brandas se comparada às regras de outros estados.

“Nenhum estado brasileiro fez uma proposta de tão pouco impacto para o servidor como nós fizemos. Temos três opções: governo imprimir dinheiro. Mas o Estado não tem Casa da Moeda. Não tem como imprimir dinheiro. Aumentar os imposto para cobrir o buraco da Previdência. Não acho justo. A opção dois não é possível. Sobra a opção três. Qual é a opção três? Fazer o ajuste da Previdência de menor impacto para o servidor”, declarou nesta quinta-feira (30), em entrevista à rádio Sociedade.

“Eu espero, o mais rápido possível, superar uma decisão judicial que suspendeu a proposta, e a gente vote o mais rápido possível”, disse o governador.

Na terça-feira (28), uma decisão liminar (provisória) da desembargadora Dinalva Gomes Laranjeira Pimentel suspendeu a tramitação da PEC no Legislativo apontando que sua tramitação estava ocorrendo de forma “açodada”.

Fonte:Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram