Fábio Mota, diz que ônibus que circularam nas linhas especiais para Lauro de Freitas foram foram multados pela Agerba

O número de pessoas transportadas no carnaval de Salvador este ano chegou a 6,5 milhões de pessoas, um aumento de 3,61%, em relação a 2019, nos diversos modais que já atendem convencionalmente a capital, somando as linhas especiais criadas para os dias de festa. O levantamento foi feito pelo secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, que avaliou a organização como “positiva”, apesar de alguns imprevistos.

“Esse ano aumentamos o número de linhas 24h na cidade, saímos de 70 para 90, principalmente para suprir o período em que o metrô fica parado. Foi positivo. Não tivemos relatos de pessoas dormindo na Lapa, como nos carnavais passados. Positiva também a linha Salvador-Lauro de Freitas”, destacou.

A linha especial ligando as duas cidades funcionou com 12 veículos, atendendo aos passageiros no momento de parada do metrô. De acordo com a Semob, cerca de 15 mil pessoas utilizaram o serviço. 

Autorizado
Mesmo autorizado pela prefeitura de Lauro de Freitas a colocar a linha nos horários em que o metrô não opera e restrita aos dias da festa, Fábio Motta se deparou com o duro cerco do governo. “Os veículos foram multados pela Agerba (agência estadual que regula o transporte intermunicipal) e fomos notificados de que os ônibus seriam apreendidos caso circulassem. O governo deve achar bom gente dormir na Lapa, já que nem cria um retorno para Lauro na madrugada sem metrô nem deixa ninguém criar”, criticou.

“O único problema que enfrentamos foi que a Agerba tentou impedir, notificou os carros todos os dias, mas nós tínhamos uma autorização do secretário de Lauro para circular na cidade e nós mantivemos a linha até o final e foi um dos sucessos deste ano”, declarou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram