Após problema na entrega, Bahia compra 300 respiradores da China por R$ 48 milhões


Com o superaquecimento do mercado de produtos para o tratamento da Covid-19, o governo da Bahia pagou R$ 48 milhões por 300 respiradores comprados de fornecedores chineses, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. O custo saiu por R$ 160 mil a unidade. O governo não confirma o dado oficialmente.

Na semana passada, um carregamento de 600 respiradores que seriam destinados à Bahia e ao Ceará ficou retido no aeroporto de Miami, nos EUA. O valor daquele contrato era de R$ 42 milhões, ou R$ 70 mil a unidade.

O custo por respirador do novo contrato é 2,28 vezes o do antigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
Facebook
YouTube
Instagram