Custo do litro da gasolina não abaixa nas bombas

Mesmo com o impacto da pandemia causada pelo novo coronavírus em vários setores da economia, o preço dos combustíveis tem se apresentado seguro e estável na Região, revela o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Em março, com a queda nas ações da bolsa e os anúncios de redução do valor no repasse às refinarias, os postos da Região Nordeste registraram um recuo médio de 1,6% para a gasolina e de um avanço de 0,6% para o etanol, em relação aos valores praticados em fevereiro.

Mesmo com uma redução de mais de 40% nos valores nas refinarias, o recuo do preço ao consumidor na Bahia, foram de ínfimos 3,7%.

“Desde o início de março, o preço dos combustíveis recua com baixas variações em todo o País, e no Nordeste não foi diferente, o que acaba por não impactar na percepção do consumidor. Em nossa última análise, de acordo com os pontos de evolução, podemos afirmar que o combustível vai continuar em baixa, mas em ritmo lento. Para as primeiras semanas de abril, não devemos ter variações significativas, e a baixa não deve ultrapassar a casa dos 6%, em um cenário que deve acontecer em até duas semanas”, analisa o Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil, Douglas Pina. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram