Camaçari: Município tem o menor número de novos caso ativos da Covid desde janeiro

Na última terça-feira (13), Camaçari registrou 250 casos ativos para a Covid-19 no município. Este é o menor número desde 4 de janeiro de 2021. A queda na curva da pandemia também se observa na regulação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e clínicos destinados à doença. No pico da pandemia, no mês de março deste ano, existia 100% de ocupação dos leitos e mais de 40 pacientes em fila de espera diariamente. Atualmente, não há paciente em fila de espera e a ocupação de leitos de UTI oscila numa média de 80% e de leitos clínicos, em 30%.

De 4 de janeiro a 9 de março deste ano a curva dos casos ativos só fez subir atingindo o pico da pandemia com 2.052 paciente com a doença. Após permanecer num platô com altos números, a curva começou a cair a partir de 5 de abril, graças às medidas restritivas impostas pelo governo municipal, o avanço da vacinação e a população entender o seu papel na pandemia, evitando aglomerações, usando a máscara e o álcool em gel. Como resultado, na última terça-feira, foram registrados apenas 254 casos ativos na cidade.

A mesma queda na curva é percebida no número de novos casos confirmados. Após o pico em 22 de fevereiro deste ano, quando foram registrados 642 novos casos num único dia, hoje a média diária de novos casos caiu para 30.

Para o prefeito Elinaldo esse é um momento muito importante para o município vencer a pandemia. “Chegamos até aqui com muito esforço coletivo, envolvendo poder público e população. Entretanto, agora, mais do que nunca, precisamos que a população evite aglomerações, use a todo instante a máscara e o álcool em gel. E principalmente, se vacine quando chegar a sua idade. Agindo assim, tenho certeza que não será necessário voltar atrás nas flexibilizações para evitar uma nova onda da Covid”, afirma o prefeito.

Até segunda-feira (12) já foram vacinadas com a primeira dose (D1) 75.749 pessoas. Um percentual de 34,55% da população-alvo, que é de 219.251 pessoas acima de 18 anos. E com a segunda dose ou dose única (D2) foram vacinadas 40 mil pessoas. Um percentual de 18,24% do público a ser imunizado.

Gestor da Secretaria da Saúde (Sesau), Elias Natan reafirma o pedido do prefeito para população se manter vigilante. “Esse momento de queda no número de novos casos, casos ativos e ocupação de leitos é o reflexo de um conjunto de ações envolvendo, principalmente, a vacinação e a obediência ao uso da máscara, álcool em gel e evitar aglomerações. Pedimos que a população continue fazendo sua parte. Temos pedido reiteradamente que a Secretaria de Saúde do Estado envie vacinas em volume maior para nossa cidade, pois temos capacidade de vacinar toda nossa população-alvo ainda este ano. Somente com a vacinação em massa é que teremos a consolidação da proteção contra o vírus”, destacou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
Facebook
YouTube
Instagram