CAMAÇARI: Sessão Especial com o tema Mulheres Rurais em Movimento é marcada por homenagens

Reconhecer a relevância do trabalho desenvolvido pelas mulheres que atuam na agricultura, na pesca, no artesanato e demais áreas relacionadas com a produção rural.

Foi com este objetivo que a Câmara Municipal de Camaçari realizou, na manhã desta quarta-feira (08/12), a Sessão Especial “Mulheres Rurais em Movimento”. O evento, proposto pela vereadora Fafá de Senhorinho (DEM), através do Requerimento Nº 047/2021, foi marcado por palestras, orientações, informações relevantes e homenagens.

A atividade plenária foi presidida pela proponente, que, em seu discurso de abertura, ressaltou a necessidade de fomentar cada vez mais os trabalhos rurais e apoiar, de forma especial, as mulheres que atuam nesse processo produtivo. “A ideia dessa sessão surgiu a partir de algumas propostas que trouxemos a esta Casa, como a criação do Programa Municipal Mulheres do Campo em Ação; a criação e distribuição do selo ‘Produzido por Mulheres de Camaçari’; e o pedido da instalação da Escola Casa Familiar Rural de Camaçari”, explicou.

A Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pesca (Sedap) apresentou dados sobre a atuação feminina no trabalho do campo, informando que, no Brasil, um milhão de mulheres dirigem propriedades rurais agrícolas. O secretário, Antônio Falcão, foi quem expôs os dados, trazendo também informações sobre Camaçari. “Do nosso quadro de servidores, 42% são mulheres. No que diz respeito aos agricultores atendidos pela pasta, o número de mulheres é superior a 50%. O público atendido pelo Programa de Aquisição de Alimentos é 55% feminino, pelo Programa Mais Agricultura é de 96% e pelo Mais Pesca é de 39%”, revelou.

Para falar sobre identidade e direitos das mulheres rurais, a assistente social Mônica Evangelista fez uso da palavra, trazendo a conceituação legal de trabalhador rural, informações sobre como se tornar um segurado da previdência social, entre outras informações de interesse da classe. Já o engenheiro agrônomo e diretor da Casa Familiar Rural de Igrapiúna, Francisvaldo Amaral, falou, em vídeo, sobre capacitação de jovens produtores, apresentando situações de sucesso que podem inspirar novas práticas transformadoras em Camaçari.  

No momento dedicado às homenagens, houve congratulações a algumas personalidades que, pelo trabalho desenvolvido na área rural, representaram as demais mulheres do campo durante a sessão especial. Ao todo, o reconhecimento público foi direcionado a oito mulheres.

Foram homenageadas: Joanilsa da Conceição Dias, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Camaçari; Mirian Santos Oliveira, artesã, crocheteira e empreendedora de Camaçari; Antônia Rísia, artesã e proprietária da loja de artesanato Artefam; Neilda Pereira, presidente da Associação dos Trabalhadores Rurais da Fazenda Araticum (assentamento Pau-Brasil); Sandra Monteiro, cooperada da Cooperativa Agropecuária e Industrial de Coqueiro de Monte Gordo; Marilene Senhorinha, presidente da Associação Beneficente Progresso Alameda do Rio; Sineide Cruz, presidente da comunidade rural de Cancelas e diretora do Sindicato de Agricultores de Camaçari; e Lucilene Ramos, presidente da Associação de Pescadores e Barra do Pojuca e Itacimirim. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
Facebook
YouTube
Instagram