Guarda Civil Municipal de Salvador inicia a formação das Guardas de 15 cidades da Bahia

A capacitação está sendo realizada após a assinatura do Termo de Acordo de Cooperação Técnica entre a GCM de Salvador e as demais cidades que estão fazendo parte do Curso de Formação.

Com o intuito de promover a integração entre as Guardas Municipais da Bahia, bem como possibilitar a padronização na formação dos agentes de segurança pública dos municípios baianos, foi iniciado nesta segunda-feira (28), o Curso de formação profissional para Guardas Municipais, ministrado pela Guarda Civil Municipal de Salvador.

A capacitação está sendo realizada após a assinatura do Termo de Acordo de Cooperação Técnica entre a GCM de Salvador e as demais cidades que estão fazendo parte do Curso de Formação. “Estamos reunindo quinze Guardas Civis Municipais da Bahia para este primeiro momento, visto que, o processo já está em andamento para as Guardas de Cachoeira e Cruz das Almas, inclusive já participando de aulas práticas”, afirmou o Gerente de Desenvolvimento Humano da GCM Salvador, Rodrigo do Carmo.

O curso segue a matriz curricular da Secretaria de Gestão e Ensino em Segurança Pública, onde estão previstas aulas teóricas e práticas, com uma carga horária de 476 horas. “Temos como objetivo contribuir com o fortalecimento da segurança pública municipal, em todo o estado, através das ações preventivas desenvolvidas pelas Guardas Civis, tendo como principio o agente bem formado e em condições de atuar de maneira satisfatória e consciente das suas atribuições”, detalhou o Inspetor Geral da GCM Salvador, Marcelo Silva, que tem pessoalmente realizado visitas a algumas Guardas da Bahia.

Quinze cidades realizam a capacitação: Esplanada, Alagoinhas, Amargosa, Amélia Rodrigues, Brejões, Cruz das Almas, Maragogipe, Nazaré, Nordestina, Santa Inês, Santo Antônio de Jesus, São Gonçalo dos Campos, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas e Vera Cruz, totalizando 825 agentes que participam das aulas teóricas de forma remota e posteriormente irão participar presencialmente das atividades práticas. Os formandos assistem às aulas remotas duas vezes por semana, de forma a não prejudicar suas atividades laborais em suas cidades, estando prevista a conclusão da primeira etapa para o mês de junho. A iniciativa acontece concomitante a formação de dez agentes da instituição que não possuíam curso de formação, sendo para estes, as aulas realizadas de forma presencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
Facebook
YouTube
Instagram