Esporte: Segunda Copa Brasil de Paraesgrima reúne estreantes e experientes a partir desta sexta-feira em São Paulo

Competição nacional recebeu 91 inscrições e agitará CT Paralímpico nos próximos dois dias; evento terá presença de novatos a medalhistas paralímpicos

Mais um desafio se aproxima para a paraesgrima brasileira e, desta vez, a 2ª Copa Brasil – 95 anos CBE do ano volta para São Paulo para colocar nossos atletas à prova. A partir desta sexta-feira (5), o Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro disponibiliza a sua grande estrutura para o evento nacional, que segue até este sábado.

O torneio reunirá o melhor da paraesgrima brasileira nos próximos dois dias em todas as três armas nas categorias A e B. Ao todo, a competição em homenagem ao aniversário da Confederação Brasileira de Esgrima recebeu 91 inscrições, sendo 31 nas disputas femininas e 60 nas masculinas.

Esta vai ser a segunda edição da Copa Brasil e, a exemplo da primeira, terá como sede o CT do Comitê Paralímpico Brasileiro. Foi no local que a nova sala de esgrima foi inaugurada recentemente e também será no centro de treinamento que os atletas frequentadores da Sala D’Armas da CBE/CPB farão as suas respectivas estreias em campeonatos oficiais. Entre os esgrimistas estão: Lucas Julião, Renato Santana e Henrique Torres, todos representantes do Barroca Tênis Clube-MG.

Além dos estreantes, o evento contará com atletas com vasta experiência no cenário nacional e internacional, entre eles, Jovane Guissone, da Associação dos Deficientes Físicos do Paraná.

Medalhista de ouro na Paralimpíada de Londres (2012) e de prata em Tóquio (2020), o gaúcho jogará todas as três armas e se encaminha para São Paulo com favoritismo na espada B, além de prometer brigar pelo título no florete B (apesar de ser a sua segunda arma, ele lidera o ranking nacional do florete B). Além disso, Guissone segue para a capital paulista motivado pela conquista do bronze na espada da Copa do Mundo de Varsóvia, na Polônia, a qual aconteceu em julho deste ano.

Outros dois paraesgrimistas com rodagem internacional que marcarão presença no CT Paralímpico são Mônica Santos e Vanderson Chaves. Ambos são do Grêmio Náutico União-RS e já defenderam o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Outra semelhança entre eles é que os dois estão indo para São Paulo com o objetivo de chegar ao pódio em todas as três armas.

“A preparação sempre é treino e mais treino. Quanto mais se treina, mais chances de chegar ao pódio. Amo a esgrima e jogar em competições é a cereja do bolo. Expectativa é estar no pódio nas três armas e sair com mais um ouro no florete, minha arma do coração”, projetou Mônica, que foi ratificada pelo colega de equipe:

“Nós, atletas do GNU (Grêmio Náutico União), estamos bem preparados para a competição, treinamos muito bem. A expectativa é subir no pódio nas três armas que disputar”, afirmou o atleta.

Sobre os estreantes na 2ª Copa Brasil de Paraesgrima, Mônica se diz empolgada para participar de uma competição com os novatos. Além disso, a gaúcha ressaltou a importância de novos atletas aparecerem na paraesgrima.

“Estou bem empolgada com o pessoal da escolinha da CBE que treina no CPB. É um pessoal novo, que está chegando, crescendo e fomentando a esgrima. Admito que fui surpreendida quando começaram a me marcar nas redes sociais, quando terminam os treinos. Acredito que todos somos exemplos (seja em evidência ou no anonimato), e esse carinho é o que me motiva mais e mais, gratidão a Deus por tudo que a esgrima me proporciona”, agradeceu a esgrimista do União.

A 2ª Copa Brasil de Paraesgrima – 95 anos CBE terá transmissão das partidas decisivas ao vivo na CBEsgrima TV, que podem ser conferidas aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
Facebook
YouTube
Instagram